Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 20 a 25 anos, Livros, Esportes, Tagarelar, curiar, sorrir, comer, curtir



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Manual dos Focas
 Comunique-se
 Estadão
 Portal Imprensa
 Texto Vivo
 Associação Brasileira de Imprensa
 Sindicato dos Jornalistas
 Guia Cultural
 UOL - O melhor conteúdo
 Blog do Lira Neto
 Jornal Mural
 Blog da Ester Leão
 Caderno do Anderson
 Grande futura jornalista
 Blog da Tamyris
 Blog Sou Feliz Assim
 Blog do Lucas
 Blog bom! Do Seu Paulo


 
Pauta de uma estudante


Ao menos uma explicação

Pessoal, eu tentei, mas está difícil atualizar esta página. Ultimamente utilizo o computador somente para ver meus e-mails. Estou numa nova fase da minha vida, alguns compromissos mais sérios: casa nova, casamento vindo por ai (depois conto com mais detalhes)... e o TCC! Espero poder voltar quando as aulas começarem porque ai estarei mais tempo utilizando esta máquina.

beijos e até logo 



Escrito por Anna Carolina Neto às 11h05
[] [envie esta mensagem] []



Ai que preguiça feia!!!

Como comentei no Caderno do Anderson, não teve graça essa pausa que fiz.Tudo bem, nada explica. Porque a gente sempre tem que ter um tempinho para postar, ainda mais quando se gosta de postar! O fim do semestre foi corrido de mais. Corri muito para entregar todos os meus trabalhos e garantir notas boas para, quem sabe, uma outra bolsa mérito. Nas férias, passava o dia inteiro pesquisando material para o meu TCC. Taí, é dele que quero falar. O livro reportagem está sendo lapidado. Os carroceiros ou catadores de lixo ou "anjos do lixo", como queiram chamar, terão que me aturar durante um ano inteirinho. É sobre eles que vou falar no meu livro reportagem e na mimha monografia. Retratar o dia-a-dia dessas criaturas tão importantes para o meio ambiente, às vezes até sem saberem da grande importância que têm no processo de reciclagem. Queria tratar de um tema ligado ao meio ambiente, mas também de algo ligado ao social, ao humano, à vida. Retratar detalhes de um cotidiano, sem explorar essas agressivas realidades. Então as carroças começaram a surgir na minha frente, os cachorrinhos, as sucatas, os homens, a velhinha, a criança...
2009 começou, o blog foi retomado, o livro lapidado e o coração acelerou...



Escrito por Anna Carolina Neto às 23h47
[] [envie esta mensagem] []



Dia de voluntariado

Há três anos, o diretor geral da Faculdade Rio Branco, Dr. Custódio Pereira, deu início a um movimento de voluntariado muito importante para a Instituição... e para os alunos. O 'Um dia Diferente" nasceu da importância de incentivar o trabalho voluntário e principalmente a solidariedade e, claro, fazer com que o dia de pessoas carentes de amor, atenção, financeiramente ou mesmo portadoras de alguma deficiência, se torne mais especial, alegre e mais inesquecível possível.

Este ano não foi diferente, alunos e funcionários se mobilizaram e criaram projetos que atingiram desde comunidades carentes, como atendimento jurídico até abrigos para crianças abandonadas pelos pais.

Repórter por um dia Diferente

Estou muito feliz pois acho que minha participação foi ativa nos dois dias do evento. No sábado, 18, fiz uma pequena cobertura do evento. O tempo, infelizmente, não colaborou. O frio e a chuva forte afastaram as pessoas dos eventos e comprometeram outros. Eu, a Suli, coordenadora dos cursos de Comunicação, o Dr. Custódio e o Caco, nosso cinegrafista saímos em busca de personagens. Encontramos alguns para a fase jornalística. Finalisamos a cobertura em um lindo projeto que doou livros para a biblioteca de um núcleo educativo, além de organizar e catalogar os livros.

Ser voluntário é bom 

A "Baladinha Kids" foi o projeto que escolhi para ser voluntária e também o único realizado no domingo, 19. A correria foi muito grande, a garoa fina e o frio permaneceram durante todo o dia. Mas nada disso atrapalhou a nossa baladinha na Casa Abrigo Santana, que mantém crianças e adolescentes vítimas de abandono e violência doméstica. No primeiro momento, as crianças participaram de uma oficina de material reciclável. Enquanto alguns alunos/voluntários ajudavam na oficina, outros (inclusive eu) preparavam a festinha. Terminada a oficina de reciclagem, os assistidos pelo Abrigo pularam, cantaram e se divertiram muito. Enfim, acho que a Pati, líder do projeto e toda a equipe se sentiu mais do que satisfeita com o trabalho voluntário e com o dia mais do que diferente!

O trabalho voluntário  

Iniciativas como esta, feita pela Instituição, nos ajuda a enxergar um mundo diferente daquele vivido dentro dos muros da faculdade e do nosso convívio social e nos proporciona a reflexão do que é ser solidário e do que é a prática da cidadania.

Abaixo algumas fotos do "Um dia Diferente"

Tudo preparado com muito carinho

Uma das crianças na oficina de brinquedo reciclado

Patrícia, líder do projeto, com a sua Patislene

As voluntárias

Eu e a professora Patrícia Rangel. Felizes pelo voluntariado

Eu e Francine, que também foi voluntária mesmo já sendo formada pela Faculdade Rio Branco

As voluntárias com o voluntário do som, Fernando

O animador de criancinhas, mais conhecido como Pão

Um dia feliz, para nós voluntários e para todas as crianças e adolescentes da Casa Abrigo Santana



Escrito por Anna Carolina Neto às 12h48
[] [envie esta mensagem] []



Dia Nacional da Leitura

O Dia das Crianças vai ter um concorrente forte e tão especial quanto os pequeninos: O Dia Nacional da Leitura.

O Instituto EcoFuturo, uma organização não-governamental, luta para que o Dia Nacional da Leitura se torne uma realidade. A lei já é aprovada em São Paulo. O Instituto aguarda a tramitação no senado para que o dia 12 de outubro seja também O Dia da Leitura no Brasil. O site do Instituto EcoFuturo está colhendo assinaturas em prol da data.

No Dia das Crianças, vários acontecimentos que estimulam a leitura acontecerão na cidade. Confira aqui.

Vamos lá assinar a campanha para o Dia da Leitura. O meu nome já está lá na arvorezinha de palavras.

A importância de Ler

O mundo das palavras é um mundo encantado

A palavra cantada, a palavra falada, a palavra pensada

A P A L A V R A E S C R I T A

O livro se abre

A criança sorri

O adolescente descobre

O adulto redescobre

A leitura amplia a cultura,

amplia a sabedoria do homem,

estimula todos os sentidos

e deixa a gente feliz!

                                           Anna Carolina



Escrito por Anna Carolina Neto às 13h51
[] [envie esta mensagem] []



Explicações e... Semana Estado de Jornalismo

É até fácil de se entender porque as pessoas desistem de alimentar seus blogs. [ a não ser aquelas que trabalham com ou para a ferramenta]. A nossa vida é tão corrida que às vezes não temos tempo nem de olhar os comentários. Onze dias sem atualizar o blog é muita coisa. Mas a correria das duas últimas semanas me obrigou a abandoná-lo por esse tempo. A primeira semana procurei me dedicar ao nosso (meu e da turma da 6ª etapa de jornalismo) primeiro programa de radiojornalismo, conforme o último post. Ocupei um cargo importante - fechadora do jornal, então corri atrás de muita coisa como, matéria fria e matéria quente, por exemplo. Na semana que passou participei do 3º Prêmio Banco Real Jovem Jornalista, no Grupo Estado. Fora as provas, que também começaram semana passada.

SEMANA ESTADO DE JORNALISMO

Terça-feira Verde

Hugo Penteado, economista-chefe do Banco Real e especialista em sustentabilidade, abriu a Semana (23/09). A sua participação serviu para esclarecer aos participantes o que é realmente essa palavrinha que mudou os hábitos de muitas pessoas e  empresas: A SUSTENTABILIDADE, que é tema deste ano para as matérias elaboradas pelos alunos que quiserem concorrer ao prêmio.

Destaco algumas coisas interessantes que ele discutiu: Para Hugo, o ponto de partida da sustentabilidade é saber que o ser-humano é totalmente irrelevante para o Planeta, porque todos os seres vivos dependem de outros seres vivos. Que a preservação do meio ambiente é uma questão moral, "abandonar o individual e abraçar o coletivo".

O fim da água é a maior ameaça do Aquecimento Global.

Para quem quiser conhecer mais o trabalho de Hugo Penteado: www.nossofuturocomum.blogspot.com

hugopenteado@uol.com.br

Fotojornalismo na quarta-feira

Juca Varela, editor de fotografia e Paulo Pinto, fotojornalista, ambos do Grupo Estado falaram um pouco da rotina dessa profissão. Mostraram todo o caminho que a foto faz no processo jornalístico, desde a pauta, passando pela captação e edição, até a transmissão. Para Juca Varela, uma boa foto é como um lead. O repórter fotográfico tem que agregar, numa foto, o maior número de informação.

Paulo Pinto, o fotojornalista

Vou me desculpar pela má qualidade da foto acima com uma frase do próprio Paulo, "No fotojornalismo, foto fora de foco também vale".

Paulo também tem o seu site: www.paulopinto.com

Quinta-feira e o portunhol

Paco Sanchéz é formado em jornalismo na Universidade de Navarra e leciona algumas aulas no Curso Focas do Estadão. Além de engraçado, é extremamente bom no que faz. Nos apresentou duas matérias. Uma boa e outra ruim e analisou parágrafo por parágrafo.

O que mais me chamou a atenção em sua palestra foi o discurso totalmente diferente do usado por todos os professores que já tive. Para ele, o lead com os 5 Qs não é o mais importante e a pirâmide invertida também não é confiável " Ela não fecha um texto, simplesmente pára num ponto". Falou também um pouco sobre jornalismo literário. E cheguei a conclusão de que um livro-reportagem é um texto jornalístico que se preocupa com a estética de um texto literário, com todos os atributos de uma boa pauta, apuração e escrita, claro.

o site de Paco é: www.vagonbar.com

O espanhol Paco Sanchéz

Sexta-feira experiente

Para fechar a Semana, conversamos com José Nêumane Pinto, editorialista do Jornal da Tarde e Boris Casoy. Ambos falaram de como começaram na carreira e deram dicas para quem está iniciando, tais como, ter uma segunda língua (isto já virou clichê. Todo profissioanl fala a mesma coisa); tentar explorar uma área ainda muito fraca, que é a Web; buscar assessorias de imprensa, que hoje concentra o maior número de oportunidades de trabalho; fazer uma segunda faculdade (para eles, as redações são carentes de jornalistas especializados em economia, política, saúde); e escolher a profissão por prazer, para ser feliz. Depois falaram só de política. De suas relações com os políticos e opiniões sobre as eleições para a prefeitura.

Nêumane e Boris foram divertidos

Considerações

Gostei muito de ter participado. Só fico frustrada por não poder ter produzido a matéria, cujo tema era Sustentabilidade Empresarial-Saneamento Básico. Achei o tema muito trabalhoso para produzir em apenas um final de semana. Eles dão um prazo de 72 horas após o final do curso para a matéria ser entregue.

Sobre o evento:

A  'Semana Estado de Jornalismo' mantém o objetivo de oferecer a oportunidade de conhecer um pouco mais da profissão e do mercado, abrindo discussões sobre temas de extrema importância ou trazendo a possibilidade de ampliar conhecimentos de áreas específicas de atuação e especialização, sempre no clima de um grande e gostoso bate-papo com profissionais que atuam no dia-a-dia do jornalismo.

O Prêmio para quem tem a matéria publicada no Estadão é um laptop e o direito a concorrer com outros 15 participantes uma bolsa para estudar por seis meses na Faculdade de Comunicação de Navarra, Espanha.

Fotos: Anna Carolina de O. Neto



Escrito por Anna Carolina Neto às 22h31
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]